«

»

fev 28

Campanha da Fraternidade 2012: Fraternidade e Saúde Pública (Que a saúde se difunda por sobre a Terra, Eclo 38,8)

Antes de qualquer coisa é bom sabermos que quaresma advém do latim quadragésima, que quer dizer quarenta dias que precede a festa maior do cristianismo, que é o Domingo da Páscoa, a Ressurreição de Jesus. É um período de maturação das nossas reflexões a respeito do mundo e de nossa postura dentro dele. É um período que nos remete ao Dilúvio, a Moisés no monte Sinai, ao Êxodo judaico, e aos quarenta dias que Jesus permaneceu no deserto antes de iniciar a sua vida pública. Na Cabala judaica é um número que designa a preparação de algo novo, algo que está para chegar.

 

Como já foi falado é um período propício á reflexão e para tanto a Igreja sabedora das aflições dos marginalizados ante a concentração de renda lança mão, mediante o Concilio do Vaticano II (1963) Lumen Gentium (Luzes para os Povos) desse artifício como forma de mobilizar a sociedade para a realidade que está diante de si. Então em 1964 Dom Helder Câmara, então arcebispo de Olinda e Recife, realiza a 1ª Campanha da Fraternidade e com isso preconiza que as mesmas têm o intuito de tornar-se luzes na escuridão, pois buscam resgatar valores como solidariedade, liberdade e responsabilidades compartilhadas.

Conforme ao exposto, esse ano a CNBB, mediante a precariedade da saúde no Brasil, lança o tema: Fraternidade e Saúde Pública, que a Saúde se difunda por sobre a Terra; pois reconhece que a Saúde é o bem maior, e para tanto tem que ser tratada com a seriedade necessária.

Por ser um tema que abrange a todos, pelo seu aspecto ecumênico, O Pe. Paulo Marcelo, através das Sras. Dinéia Maria Ribeiro Lacerda e Maria Conceição Aliane Cardoso, ambas Catequistas, convidou todos os movimentos e pastorais da paróquia, representantes do poder público e representantes de Igrejas Evangélicas, aos quais responderam com um sim e abraçaram a causa, para fazer com que o tema seja trabalhado profundamente e disseminado nas muitas cabeças e corações, pois reconheceu que a saúde perpassa pelo corpo e espírito: Mens sana in corpore sano (mente sã corpo são), e para tanto ela tem que se equilibrar nesses dois polos. E mais ainda, ficou acordado que adapitaremos o tema à nossa realidade e priorizaremos os temas de maiores relevância junto da população dorense, tais como: álcool, drogas, sexo, alimentação equilibrada, diabetes, uso abusivo de medicamentos etc.

Desde já a equipe PASCOM parabeniza a forma que esta sendo conduzida os trabalhos, o diálogo inter religiosos que se faz necessário, como forma de tornar possível a expressão em latim religare, que a mesma não só tenha o significado de nos unir ao Pai, mas, também, aos nossos outros irmãos de outras denominações. Parabéns!

P/ João Bosco de Melo

Dores de Campos, 22 de fevereiro de 2012

Hino da Campanha da Fraternidade de 2012

Letra: Roberto Lima de Souza
Música.: Júlio Cézar Marques Ricarte

Ah! Quanta espera, desde as frias madrugadas,
Pelo remédio para aliviar a dor!
Este é teu povo, em longas filas nas calçadas,
A mendigar pela saúde, meu Senhor!

Tu, que vieste pra que todos tenham vida,
Cura teu povo dessa dor em que se encerra;
Que a fé nos salve e nos dê força nessa lida,
E que a saúde se difunda sobre a terra!

Ah! Quanta gente que, ao chegar aos hospitais,
Fica a sofrer sem leito e sem medicamento!
Olha, Senhor, a gente não suporta mais,
Filho de Deus com esse indigno tratamento!

Ah! Não é justo, meu Senhor, ver o teu povo
Em sofrimento e privação quando há riqueza!
Com tua força, nós veremos mundo novo,
Com mais justiça, mais saúde, mais beleza!

Ah! Na saúde já é quase escuridão,
Fica conosco nessa noite, meu Senhor,
Tu que enxergaste, do teu povo, a aflição
E que desceste pra curar a sua dor.

Ah! Que alegria ver quem cuida dessa gente
Com a compaixão daquele bom samaritano.
Que se converta esse trabalho na semente
De um tratamento para todos mais humano!

Ah! Meu Senhor, a dor do irmão é a tua cruz!
Sê nossa força, nossa luz e salvação!
Queremos ser aquele toque, meu Jesus,
Que traz saúde pro doente, nosso irmão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>