«

»

jun 25

Jornada da Juventude Dorense

Hoje dia 24 de junho de 2012 pudemos sentir a alegria da fé ao concretizar algo que foi proclamado lá pelos idos de 1984, quando se comemorava o ano jubilar da juventude e quando o Papa João Paulo II ao vislumbrar que o futuro da Igreja Católica passava pela responsabilidade, desses, disse: “Queridos Jovens, ao encerrar o Ano Santo, confio a vocês o sinal deste ano jubilar: A Cruz de Cristo! Levem-na pelo mundo, como sinal do Amor do Senhor Jesus à humanidade, e anunciem a todos que só em Cristo morto e ressuscitado há salvação e redenção.” E paralelo à Cruz segue o ícone de Maria Santíssima ao qual podemos identificá-la como uma jovem que com delicadeza  e responsabilidade carrega Jesus junto de seu coração. E mais, Ela é reconhecida como Aquela que soube ouvir a Boa Nova e ter a obediência necessária, para servir-nos de exemplos.

Em nossa paróquia os jovens vêm sendo valorizados e recebendo cada vez mais responsabilidades como forma de interagir às ambientações/movimentos/pastorais da Igreja, haja vista que quase 100% dos Ministros Extraordinários da Sagrada Eucaristia são jovens. E por que isso? Pelo simples fato que o Pe. Paulo Marcelo reconhece nos jovens a força que possibilitará a superação de paradigmas a muito ultrapassados, porque os jovens sabem sonhar, eles carregam em si a força renovadora, e com esse olhar, com essa consciência ele está arrebanhado cada vez mais os mesmos para a Igreja.

De acordo com o já supracitado, hoje as ruas e morros que conduziam ao Livramento tornou-se festivo aos olhos ao se constatar roupas multicoloridas, risadas, cantigas e muita animação para resgatar o símbolo de nossa fé maior, que é o madeiro que personifica o vencimento da morte à miséria humana, o madeiro que carrega em si, como Dom Célio exprimiu, a vitória de nossas transgressões, muitas das vezes, vinculadas às drogas, à coisificação do sexo, à corrupção.  Vale ressaltar que a caminhada começou às 08 horas e terminou às 16 horas, quando a Cruz e o ícone de Nossa Senhora foram entronizados na Matriz Nossa Senhora das Dores. Em meio a tantas horas todos puderam participar da Santa Missa Festiva celebrada por Dom Célio e concelebrada por Pe. Paulo e Pe. Dirceu e animada pelo Coral NEC que em meio a tantas belas canções cantou: Nova Geração (Pe. Zezinho)

Eu venho do sul e do norte,
Do oeste e do leste. De todo lugar
Estrada da vida eu percorro
Levando socorro a quem precisar
Assunto de paz é meu forte
Eu cruzo montanhas e vou aprender
O mundo não me satisfaz o que
Eu quero é a paz, o que eu quero é viver.

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus

Eu sei que não tenho a idade
Da maturidade de quem já viveu
Mas sei que já tenho a idade
De ver a verdade o que eu quero ser eu
O mundo ferido e cansado
De um triste passado de guerras sem fim
Tem medo da bomba que fez,
E da fé que desfez, mas aponta pra mim

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus

Eu venho trazer meu recado,
Não tenho passado, mas sei entender
Um jovem foi crucificado
Por ter ensinado a gente viver
Eu grito ao mundo descrente que eu ser gente,
Que eu creio na cruz
Eu creio na força do jovem
Que segue o Caminho de Cristo Jesus.

Foi muito bonito de se constatar a alegria da fé espontânea dos jovens ao carregarem a Cruz e o ícone de Maria, sem usar as caras e bocas, personificações da hipocrisia, que muito de nós, de idades um pouco avançadas, usamos.

Parabéns a todos os envolvidos em tal manifestação de Fé.

P/ João Bosco de Melo

Dores de Campos, 24 de junho de 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>