«

»

ago 17

Confraternização com Maria, nos 100 anos da Paróquia Nossa Senhora das Dores

 

 

Domingo, 15 de agosto, o dia amanheceu com uma luminosidade cinza, o vento soprava forte tornando o tempo frio, mas no coração de cada paroquiano brotava uma chama de calor formando uma simbiose de entusiasmo que permitia, a todos, pensar que nada iria atrapalhar aquela manhã. Às 09:00 h defronte a Igreja Matriz a aglomeração de pessoas aguardavam o início da peregrinação que rumaria à montanha do Livramento para a Missa Festiva em comemoração dos 100 Anos da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, sendo que tal séquito seria conduzido pela imagem de Maria Santíssima, sob o título de Senhora Das Dores, conjuntamente com o Pe. Paulo Marcelo, cuja boca escancarava, o tempo todo, um sorriso de contentamento, uma certeza de dever cumprido, de uma plenitude tal qual, creio, a de Moisés ao pastorar o seu povo para os prados da Terra Prometida. As ladainhas e orações foram substituídas pelas conversas amigáveis, pelas lembranças de tempos idos, pelas esperanças de um novo tempo.

Ao entronizar Maria Santíssima, começou o Sacrificio da Santa Missa, conduzida pelo Pe. Paulo Marcelo, que ofereceu esta, em memória de todos os Padres que ajudaram a formatar esta história, pelo Pe. Pedro Teixeira e pelo Pe. Dirceu Medeiros, sendo que este último redesenhou em sua homilia a história da Paróquia de Nossa Senhora das Dores desde o século XIX até os dias atuais e externalizou o seu carinho e apreço pelo povo Dorense. Seguindo a homilia traçou um paralelo que a todos fez pensar ao denunciar de maneira profícua no canto Magnificat o comparativo da Arca da Aliança com a gravidez de Maria, quando o rei Davi dança ao redor da Arca e do contentamento de Izabel ao perceber o Verbo de Deus no ventre de Maria. Pe. Pedro Teixeira pode reforçar mais uma vez a sua empatia, o seu carisma, ante os aplausos fervorosos e sorrisos de todos. Para finalizar o Ofício Pe. Paulo Marcelo enunciou a data do dia 15 como sendo a Assunção de Maria da Glória e fez um trocadilho ao convidar a Ministra da Extraordinária da Comunhão e Pessoa Notável de nossa paróquia: Sra. Maria da Glória da Silva Reis para coroar, com ele, a Imagem de Maria, Senhora das Dores. No momento da coroação o tempo que até então estava cinza recebeu a ilustre visita do sol, que saindo detrás das nuvens, deu um belo sorriso para Maria, tal qual há muitos anos atrás, na Cova da Iria, quando reforçou a todos a força da Mãe do Senhor..

Fim da Missa os campos ao redor da Igreja de Nossa Senhora do Livramento foram cobertos por colchas e toalhas, para assentarem os comestíveis dos que ali foram estar, formatando com isto um grande e alegre pic-nic, uma grande confraternização. Foi e será um momento único e inesquecível de nossa Paróquia.

Parabéns Pe. Paulo Marcelo, por mais este feito!

Dores de Campos, 15 de agosto de 2010.

P/ João Bosco de Melo.

PASCOM

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>