«

»

out 14

Hoje

SONY DSCHoje

Eu nasci para ser mais eu

Hoje

Eu nasci para brincar, pular e gritar.

Com um short, uma camiseta e descalça

Que ao me avistarem dirão

Guria

Hoje

Eu queria andar de bicicleta

Vagando nas estradas

Pelo mundo

Nadar em um rio sem saída

Tentar sair deste mundo grande

E não dar bolas pra ninguém

Queria transformar hoje

Em um domingo de férias

E ir pela mata

Correr e me pintar

Com cores disfarçadas

Como um índio

Um animal

Enfim uma esperança

Não quero ser o que os outros

Falam

Querem

Dizem

E pensem

Eu quero ser mais… Eu.

 

(Escrevi este poema quando tinha 11 anos de idade, estava em um caderno de apontamentos guardado em meus arquivos).

Por Sirlene Aliane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>